terça-feira, 25 de novembro de 2008

Natal diferente

Ai ai...ainda estou com uma enorme vontade de modificar o mundo!
Soninha samaritana - a luta continua.
Mas, quero deixar desde já, uma mensagem de Natal, desejando a todos que me lerem, o mais pacífico Natal e que se realizem todos os seus mais belos sonhos.
Muita paz!!


Lá ia Papai Noel, todo afobado, com sua lista enorme de presentes que tinha de providenciar.
Ao longo do ano ele havia recebido zilhões de cartinhas, e-mails e recados em blogs do mundo inteiro. Até contratou mais duendes para ajudá-lo, pois os que já estavam com ele há milênios, já não davam conta do trabalho.
Sentia-se feliz em ter gerado mais empregos, mas, ao mesmo tempo, achava-se velho e cansado. Mamãe Noel, toda preocupada, pensou em algo fazer para ajudá-lo.
Começou a organizar toda a correspondência escrita, enquanto aprendia a lidar com o computador novo, um notebook de última geração. As tarefas de casa foram delegadas às secretárias do lar que ela havia contratado recentemente, justamente para ajudar ao seu bom e velho companheiro Noel.
Examinando a bolgsfera de Papai Noel, tratou logo de criar o seu blog, uma espécie de blog matriz, onde ela poderia organizar todos os pedidos, selecionar por setores e encaminhar os pedidos para o departamento de produção.
Noel estava satisfeitíssimo com o desempenho de Mami (como ele a chamava, carinhosamente). Tanto que, aproveitando a eficiência de Mami, ele pode fazer uma viagenzinha emergencial lá para os lados da América do Sul, onde tinha de conversar com algumas crianças brasileiras.
Milhares de crianças que tinham pedidos especiais ao bom velhinho. Elas não compreendiam porque tinham de ficar esperando por vagas em creches e escolas, esperar por alimentos e moradia, por assistência médica, mesmo depois do advento do estatuto da criança e do adolescente. Elas diziam ao bom Noel que achavam injusto esperarem por corações, pulmões, córneas, rins, fígados, peles, por tanto tempo, até morrerem, com tanta gente morrendo e desperdiçando estes órgãos todos que poderiam salvar suas vidas. Perguntavam a ele por que tanta comida jogada fora, tanto desperdício e suas barriguinhas estavam vazias e doendo de fome. Não entendiam porque viam tantas crianças aleijadas, cegas, paraplégicas, tetraplégicas que não podiam brincar junto com elas, mas, viam homens saudáveis viajando em seus aviões de luxo para irem brincar em suas praias particulares. Elas não poderiam entender isso, pois algumas delas, não tinham sequer água para beber.
Noel a tudo ouvia e se esforçava por conter as lágrimas que teimavam em escorrer por sua face corada e por sua barba branquinha.
Mami que a tudo via e ouvia, através de videoconferência, também se penalizava com aquela situação.
Muito difícil para aquelas crianças entenderem tantas toneladas de comida jogadas no lixo, tantos bilhões em moedas valiosíssimas direcionadas para a compra de bombas e mísseis que matam e verem os hospitais que salvam vidas, caindo aos pedaços, sem recursos para os mais simples exames laboratoriais ou para meros curativos.
Homens viajando pelo espaço sideral e crianças morrendo de dengue ou sarampo.
Noel decidiu pedir para as crianças se mobilizarem num grande movimento para a mudança destas coisas erradas. Pediu a elas que nunca se tornem adultos como estes de agora, que preferem ficar com suas bundas bem acomodadas em suas poltronas, em frente aos seus computadores, chorando diante de e-mails fantasiosos e os encaminhando a Deus e o mundo, sem nada fazerem, efetivamente, para que ocorra a mudança necessária. Bastaria uma visita a um hospital ou a um asilo e levar uma palavra amiga, um abraço...Só isso bastaria para salvar vidas da desilusão, da depressão, da solidão...
Se compadecem com cenas dantescas de e-mails viróticos e nem lembram que bem na esquina de suas casas poderá haver uma creche precisando de voluntários... Uma horinha por semana, apenas...
Noel orientava as crianças que tudo deveria partir de meras ações, como por exemplo, não jogar lixo na rua ou reaproveitar os alimentos, reciclar materiais... Coisas simples que podem ser feitas no lar de cada um. Disse a elas que só a educação as fará melhores e que elas deveriam gritar aos líderes governamentais para que eles comecem a fazer alguma coisa positiva e urgentemente.
Mami tratou logo de enviar esta mensagem a todos os seus contatos do Messenger e de sua lista de endereços eletrônicos, porém, com um diferencial... Estas mensagens estavam repletas de vibrações amorosas e impregnadas com as vozes de todas as crianças brasileiras e de todo o mundo.
Noel magnetizou amorosamente todas estas mensagens, para que todos que a lerem, daqui para frente, possam ser inundados por este amor e se contaminarem com a vontade verdadeira de fazerem o melhor de si para que o mundo possa se melhor também.
Desta vez, o verdadeiro espírito do Natal fará sua parte e permanecerá nos corações humanos para sempre!
Feliz Natal a todos! Muita paz!

18 comentários:

Miguel disse...

Ai minha Soninha sonhadora!
Bom seria se teu sonho se transformasse em realidade.
Acontece que os homens ainda não conseguem ver a realidade nem ouvir o coração.
Oxalá um dia isso venha a acontecer.
Enquanto não acontece a gente continua sonhando e lendo sonhos de um anjo como você.

Miguel S. G. Chammas disse...

Meu sol,
desculpa se fui mu,ito realista, mas meusn olhos já se cansaram de vedr, todos os anos o mesmo cenário sem nunca altedrar nada, sem haver qualquer retoque, por mais simples que seja.

Crys disse...

Soninha, vc tocou fundou o meu coração...!

SAbe, querida, podemos sonhar com um mundo melhor, podemos sonhar com um mundo da paz, onde todos possam ter o que precisam para viver com dignidade. Podemos sonhar com um mundo onde as crianças possam ser crianças, e que os adultos a respeitem como crianças. Podemos sonhar com uma sociedade que atue mais na solidariedade, podemos sonhar com um mundo onde todos com coerência compartilhem de uma sociedade justa e necessária. O que não podemos é cruzar os braços, diante da dura realidade.

Esse teu texto, é o tipo de mensagem que deve correr o mundo.

Já to sabendo que vcs (vc e o Miguelito) andaram passeando no meu outro blog.
Obrigada amiga, pelo teu carinho.
Beijos.

Anna Lúcia disse...

Oi minha amiga!
Como sempre, um texto especial e impecavelmente escrito, trazendo uma linda mensagem.
Típico de você isto, querendo gritar ao mundo o que seria correto fazer.
Estes seus ideais salvadores me encantam e sempre haverei de ser sua fã. Sinto-me, também,
convocada a espalhar estas normas de boa conduta, divulgando este seu texto a todos os que quiserem ler.
Adorei, amiga!
Sensacional!
Feliz Natal para você também!

Beijos amistosos de saudade!

Norma disse...

Seu eu pegasse este texto no meio de uma montanha de outros tantos textos, logo eu identificaria com sendo seu.
Ouço até sua voz e vejo seu jeito de colocar estas coisas, tantas vezes ouvidas por nós em aulas e palestras.
Bateu uma saudade enorme de te ouvir e de te ver.
Aprendi com você que o mundo se transformará através da educação que passarmos para as crianças, porque o adulto viciado em velhos conceitos errados é muito mais dificil de mudar.
Agora, cá pra nós, amiga, eita Papai Noel porreta este, him, todo informatizado e moderninho. A Mami tb toda poderosa. Adoreeeeeei!
Parabéns pelo texto e pela linda mensagem.
Feliz Natal!

Antonio disse...

Oi Sonia,

Vim seguindo a Anna que me enviou seu link e me contou sobre as coisas que vc escreve.
Estou gostando de ler tudo por aqui.
Prometo que voltarei mais vezes.

Abraços

Toninho

Munhoz Navarro disse...

Um dia a Silvia perguntou o que falta no Natal. Eu, mui modestamente respondi que faltava pensarmos um pouco no Aniversariante; faltava pensar um pouco menos em presentes coloridos e um pouco mais nos semblantes incolores, sem sonhos nem realizações; faltava pensar um pouco menos nas iguarias que nos matamos em comprar e degustar um pouco mais a simplicidade que nos torna vivos; faltava pensar um pouco mais, um pouco mais, mais e mais. Se somos idealistas e por esse ideal brigamos, logo somos descartados ´por sermos sonhadores; se somos esperançosos e por esta esperança nos batemos, logo somos descartados por nos rotularem utopicos. Essa é a lei da vida. Mas a lei muda e nessa mudança me atrevo a dizer que tantas e tantas vidas passamos e se nesta estamos e para fazer algo. Timidamente é claro, modestamente, é evidente, mas estamos caminhando. E, mesmo estando no final da fila, no ultimo dos ultimos, sou mais um que se alia a um sonho, ou melhor a uma meta de fazer algo mais. Mais e mais, sempre a simples e desapercebida palavrinha "mais". Somos todos deuses em processamento, muito longe, excessivamente longe da perfeiçao, mas cada dia mais e mais ( olha ela aqui de novo) perto dela.
Alias, falando no Aniversariante, tenho para mim que Seu verdadeiro sinal é o sinal de mais e não a cruz que os homens nela O pregaram.
Parabens pelo seu texto,maninha, e desculpe pelo meu.
Mas eu, verdadeiramente, nao poderia ficar fora desta

loba disse...

Sônia, eis que a sua criatividade nos coloca frente às multiplas possibilidades para o bem que a tecnologia nos oferece.
Acho que todos sabemos disso, mas vivemos a nossa vidinha corrida, nossas vaidades famintas, nossos olhares fixos e pouco fazemos pelo social. A maioria de nós, pouco faz!
Mas o seu Noel ensina!
Beijos, moça!

Jorge disse...

Pô, que legal Soninha

Esse Papai Noel descrito na tua história com certeza é aquele espírito natalino que o Deus envia pra nos ajudar.É aquele socorro pedido por todos nós, então vem aquela voz maior tentado fazer os homens ouvir.
Oxalá este pedido de socorro alcance as alturas de onde possa vir toda a ajuda que estamos precisando.
Que as crianças sejam muito mais corajosas que os marmanjos velhos de guerra, cansados e sem força pra tomar decisões.
Estou apostando nesta força infantil.
Show de bola este teu texto e gostei deste lance de blog, este espaço legal de registrar.
Depois vc me ensina como faz?
Valeu.
Beijaço pra vc!

Marlene C.P.Silva disse...

Vamos ver se deu certo desta vez.
Minha amiga, te agradeço por indicar sua página que está muito bonita por sinal.
Tanta coisa linda que voce escreve. Não lembro nunca de te ver triste ou brava. Está sempre com este sorriso e sempre insentivando todos.
Esta historia faz a gente pensar de forma bem clara como o mundo poderia ser melhor se a gente fizesse aquilo que compete a cada um né.
Que Deus te abençoe e te ilumine e peço que voce sempre escreva estas cisas boas que vem do teu coracão e sempre lembre da gente da tua turminha que nuca te esquece. Nós te amamos muito.
Um beijo no teu coraçao desta amiga que te quer bem e estou pro que der e vier.

Marlene

Walmira disse...

Amiga
Abalei bangu (rsrsss).Fiz uma bagunça daquelas, pra variar.
Só agora é que deu certo, com vc me orientando pelo telefone né. Aí sim!
Como eu te disse gostei demais de sua mensagem de Natal mas vc é a verdadeira mensagem de Natal todos os dias. Seu respeito por todos nós da empresa e sua alegria diária sempre envolve a gente e sempre deixa todos felizes.
Fui lá no outro blog e acho que fiz tudo errado kkkkkk
Pede desculpa para seu amigo ta.
Adorei isto e voltarei mais vezes.
Super beijo pra vc.

Mira

Zeca disse...

Soninha,

linda mensagem de Natal! E chega em tempo! Tempo para refletir e perceber tudo o que poderíamos fazer para melhorar, um pouquinho que fosse, esse mundão de meu Deus. Basta nos conscientizarmos das verdadeiras necessidades e começarmos a arregaçar as mangas. Depois, o primeiro passo talvez seja dado um pouco desajeitadamente, mas o segundo já virá com menos insegurança e assim, passo a passo, todos juntos, poderemos promover alguma diferença.
Que essa diferença comece por esse lindo texto!
Parabéns! E obrigado também!

Beijos.

Luiz Carlos disse...

Qdo vc me falou deste seu blog, quase nem acreditei pq vc sempre quis ficar meio escondidinha e nunca mostra o que vc escreve.
Já li muitos de seus textos e gosto de ler, embora eu já discordei de algumas coisas, mas, sempre te admirei pela força de suas palavras e pelo modo como vc encara a vida e o modo como vc a vive.
Já te ouvi cantando e agora, lendo estas suas linhas, me parece ouvir sua voz tb.
A mensagem que vc colocou aqui é muito sublime e digna de ser divulgada. Eu espero, sinceramente, que todos os que lerem, possam fazer algo de concreto para esta grande mudança conclamada aqui em seu texto.
Bonito e singelo. Próprio de vc.
Parabéns!
Estou preparando algo tb e depois lhe envio.

Abraços fraternais

Zeca disse...

Deixei alí,
naquele cantinho,
um punhado de beijos,
com muito carinho.

Ana Lúcia. disse...

Soninha!
Suas palavras eu percebo sem medo de errar, saem de um dicionário que se chama “coração”!!
Quiçá essa “oração” que você escreveu seja uma benção para milhares de olhares HUMANOS...
Que seja a “ilusão” transformada em realidade;
o “sonho” se vivifique;
e, principalmente, que o coração cego volte a enxergar que o “calor humano” é um prazer único...
Você tem uma alma iluminada, um coração sem dimensão e uma visão privilegiada!
Parabéns pelo SUPER SER HUMANO que você É!!!!!!
Gosto de aplaudir meus amigos e seus escritos, hoje, humildemente e com emoção forte, aplaudo você de pé!!
Que nós, teus fãs, mereçamos sempre “bis”!!
Beijãozinho. Carinho. Saúde! Sorrisos! Vida e PAZ!!

Rosangela Neri disse...

Passei aqui para bisbilhotar o blog estou participando do AO da Loba... vou linkar o blog para não perder de vista.

Beijinhos mil da Rô!!!

Georgia disse...

Soninha, linda a sua nova foto do perfil.

E que grande sonhos vc tem. Seria bom se numa noite dessas se tornasse verdade, nao?

Vc está sabendo dessa blogagem? Fiz um convite no meu blog, mas vc poderá confirmar se deseja participar no link abaixo.

Blogagem Coletiva Direitos Humanos 2008 II (Aval das Nações Unidas)

Maiores informacoes aqui:

http://fenixadeternum.blogspot.com/2008/11/direitos-humanos.html

Um abraco e boa noite

Eurico disse...

Sim, amiga, sei que preciso retomar o trabalho junto aos mais necessitados. O teu Papai Noel acaba de me chanar à responsabilidade. Grato pela visita e muita paz!!!