terça-feira, 21 de outubro de 2008

Super poderes

Amanhece. Segundona pela frente. Vamos que vamos.
Depois de um final de semana maravilhoso com meu amor, tenho muito mais energia para enfrentar a semana de trabalho e toda a rotina, típica dos que moram e trabalham em grandes metrópoles. Trânsito caótico, poluição, horário para tudo, estas coisinhas.
Lá pela hora do almoço, sinto dor no pé direito. Incômodo, dor. Parecia que queimava e que o calçado que eu usava iria se rasgar, pois eu sentia o pé inchando muito.
Vou ao banheiro e retiro as botas, as meias (estava frio ontem pela manhã) e verifico o estrago. Na planta e peito do pé uma vermelhidão enorme e uma bolha imensa se formando. Há alguns meses atrás, eu recebi uma picada de aranha que me causou uma inflamação bem difícil de sarar. Custou-me 05 dias de repouso, com a perna elevada sobre almofadas, medicamentos fortíssimos e observação constante, pois a minha pressão arterial tem mania de grandeza e resolveu ficar nas alturas (risos).
Sarei. Bem, pensei que sarei. Porque, passados estes meses, eis que volta o problema, no mesmo pé. E, sem perder a calma e mantendo o bom humor, só me restou voltar ao médico e enfrentar a rotina do tratamento, de novo.
Já em casa, largada sobre a cama por força do repouso compulsório, coloquei a caixa postal em dia e li muitas coisas que há muito eu precisava para terminar algumas palestras em andamento e aulas.
A leitura sempre nos leva a viagens incríveis e eu comecei a devanear, durante uma delas. Logo me imaginei em franca metamorfose, por conta da picada da aranha. Imaginei que eu estava a me transformar na mulher aranha, como no filme... rsrs..Com super poderes, do tipo, força física, invulnerabilidade contra doenças e contra ataques inimigos. Logo me vi desembaraçando do trânsito caótico de minha cidade com minha teia super versátil, grudando no topo dos edifícios daqui e dali, com uma paradinha obrigatória para verificar os cabelos e retocar o batom, evidentemente. Sim. Porque, enfrentamos os bandidos diários, como as contas do mês para pagar, a inflação, corrupção, a derrocada do dólar e, em seguida, sua ascensão vertiginosa, sem ao menos termos tempo de fazer os cálculos (dos prejuízos, claro), propagandas políticas com sua poluição sonora e visual super desrespeitosas, os problemas diários do trabalho, a preocupação com o jantar, fazer o hipermercado, banco, faculdade do filhão, os probleminhas de minha filha (que são problemões), escola das meninas, a Instituição (esta não é bandida, ao contrário, é meu posto de abastecimento de energias), uma paradinha no shopping (ninguém é de ferro) e tudo o mais que enfrentamos, sem cair do salto, nada mais lógico que, com meus super poderes eu não poderia sair por aí, voando ou pulando, sei lá, com minha teia e descabelada, não é?!
Até incluí, em meus devaneios, o salvamento de muitas pessoas de chefes arbitrários, de empresários desonestos, de assaltos (nossa, olha o poder), de seqüestros, de vizinhas chatas, de comerciantes espertinhos, de maus tratos de todos os gêneros...as salvando da falta de esperança, falta de paciência, da falta de fé e de amor, da pressa e da falta de tempo para ver as coisas mais simples da vida, etc...Me vi levando paz a todos os lugares...
Verifiquei meu pé doendo e vi que super heróis não teriam um problema destes. Então, pensei que, tudo aquilo poderia ser marcas de alguma abdução. Sim....Isso....Quem sabe não fui abduzida por alguma nave extraterrestre e, meio desajeitada com meu scarpin altíssimo, acabei tropeçando dentro da nave e encostei o pé em alguma alavanca meio quente e destrambelhou a nave toda, levando os ETs a me desembarcarem (contra minha vontade, lógico) na primeira parada de naves que eles viram.
Eu não me lembro muito bem, mas, devo ter vindo a pé para casa porque o tamanho da bolha no meu pé não é brincadeira.
Toca o meu celular, o despertador me avisando sobre o medicamento. E acordo, até babando, pois não estou acostumada a tirar um cochilo destes, em plena tarde de terça-feira.
Que pena! Sonhei tudo aquilo. Volto a ter os meus meros poderes de mulher do mundo, real até demais, mas, cheio de coisas boas pra curtir também.
Bem, tomara meu pé sare logo, pois, assim sim, terei meus super poderes de volta. Ser mulher já é algo extraordinário. É poderoso.

15 comentários:

Miguel disse...

O texto está otimo. A imaginação correu solta.
Mas eu, de verdade, prefviro vc só Mulher sem ser aranha, sem super poderes, sem heroismos.
Só mulher, meiga e carinhosa, linda e competente como já me provou que é.

Crys disse...

Nem pense, pelo amor de Deus em ser uma super-mulher.
Imagine só, se nós mulheres sem super poderes já temos sempre mais trabalho que os homens, (infelizmente a estatística não acusa isso, mas é pura verdade), então, como super-mulher teríamos trinta e dois mil quinhentos e cinquenta e nove trabalhos, mais ou menos. Se for mãe, oitocentos mil quinhentos quarenta e seis, e por aí vai.
E com a obrigação de cumprir todas as tarefas a contento - a contento deles (chefinho, namorado, marido, filhos, pai, avó, guarda-de trânsito, infinitos profissionais), todos exigem que se cumpra nossas tarefas de forma a deixá-los satisfeitos, cada um pelo seu lado.
Soninha, desculpa, mas eu rir muito, não do seu problema, claro, mas das suas viagens, tanto que viajei junto, e, viajei legal.
Não, mais eu não quero super poderes, eu quero só ser uma mulher. Afinal, pensando bem, por natureza, nós já somos uma super-mulher, maravilhosas, porque entramos de cabeça em tudo, sem pensar nas consequências. Que homem faz isso?!?! (ok, dessa ves eu apanho deles) rsrs

A-do-rei teu post! Valeu por defender a vida, o mundo, ainda que em sonhos, dá pra preservar nosso alter-ego!

Agora, querida, cuida desse pé, sonhar é bom, mas mantenha o pé no chão, pq realidade é bem diferente.
Ok, só pra ficar logo boa, fique com o pé pra cima. rsrs
Beijos, querida e se cuida!

Crys disse...

Credo, fiquei tão empolgada, que quase fiz outro texto. Perdão!
Beijos

Beti Timm disse...

Oi, comadre
Não tire muitos desses cochilos, não. Nesse último, vc fez estripulias das mais doidinhas, sem contar que quase provocou um ataque de extra terrestres. Siga as instruções sábias do meu parceirinho, e fique aqui pela terra, sã e salva! E não se esqueça que aqui te imcubi da missão de cuidar bem daquele moço,sabe aquele de barbicha!

beijos carinhosos, aqui da terra, viste?

Anna Lúcia disse...

Minha amiga querida, vc já e uma super mulher, pq leva esta barra pesadíssima sozinha. Depois de tudo o que vc passou, mantém o bom humor que é sua marca registrada, além de ter o poder de sempre ajudar aos outros, nos salvando da nossa pouca fé, da nossa desesperança, da nossa tristeza...sim, vc nunca nos esquece e sempre nos enxerga como somos, detecta nossos problemas e vem com seu jeito simples e eficaz nos trazer o conforto que precisávamos.
Quanto aos ETS....meu bem, vc é o próprio ET, Eu sempre digo que vc não é deste mundo (rsrs)
Menina, eu fico sempre muito orgulhosa por vc.
Adorei mais este seu texto e adorei a campanha da adoção tb. Ficou chique o selinho da OAB/SBC junto com o outro.
Parabéns!

Ana Lúcia. disse...

Soninha!
Adorei.
Quase viajei junto... (rs)
Agora, vamos combinar que faltou o seu - “Muito Obrigada” - pra aranha tão “legal”... Férias em plena primavera! Férias em pleno mês de outubro, agito puro... e você viajando ... dormindo... comendo bolachinhas, pipocas e guloseimas...
E vidão hem!!
Ta tudo tão gostosinho que até da pra esquecer do “pé”...
Então, aproveite tudo e muito...
Beijãozinho. Bombons e batatinhas... (rs)

Crys disse...

e o pé, melhorou?
Bjos, querida!

meus instantes e momentos disse...

muito bom teu blog, muito bom vir aqui.
Tenha um belo domingo.
(ótimo post)
Maurizio

Beti Timm disse...

Sonia,
a frequentadora mais assídua da minha Pinacoteca,(como disse o Dácio). passei a te addmirar e te gostar mais, e não é pelos elogios, e sim pela tua sensibilidade. Te revenrencio com carinho!

beijos ternos

Beti Timm disse...

Comadre,
Perdôo nada! vai que vc para de comentar. Adooooro teus comentários, leio devagar saboreando e depois releio. Me enches de alegrias!

Beijos carinhosos

Ana Lúcia. disse...

Soninha,
deixando um "Oi", desejando que você esteja "em pé" e quiçá correndo entre pássaros e borboletas...(rs)
Beijãozinho. Pé nota dez!

Beti Timm disse...

comadre e mais nova parceira,
Viu, vc sonhou que tinha super poderes! Você os tem! Ao menos o poder de ser feliz, pq merece, e fazer alguém mais feliz ainda. Adoro vcs dois! Agora só falta abraçá-los "no real", bem apertadinho! Será minha melhor recompensa.

Beijos felizes

Dora disse...

Soninha! Adorei seu texto e seus devaneios. Mas, pensei comigo, que você já é uma mulher poderosa, sem os poderes "arificiais" da mulher-aranha...rs
Aliás, ser mulher, ter filhos, viver numa metrópole, é sempre um heroísmo...
E além de tudo, saber escrever tão fluidamente sobre isso, já é um poder "a mais"...rs
Espero voltar mais vezes aqui.
Seu espaço é deveras agradável e aconchegante!
Meu abraço.
Meu desejo de melhoras.
Cuide-se!!!
Dora

Anne Maria disse...

espero que já esteja tudo ok com seu pé! ^^

Loba disse...

Sônia!
Assim que vc saiu do Palimpnoia, vim atrás! Menina, me perdi aqui! Há tempos estou lendo e lendo e lendo...rs...
Na verdade, já queria vir faz tempo. Curiosidade e felicidade pelo meu querido Miguelito. Mas euvivo me perdendo nos caminhos da net! De qualquer forma, demorei mas cheguei. E adorei, viu?
Um beijo!
Ah... obrigada mesmo pela visita ao blog novo! Agradeço em nome de todos!