quinta-feira, 7 de maio de 2009

Por extensão

São Paulo é encantadora. Curvo-me diante de seu esplendor.
Não é por ser minha cidade natal, meu berço esplêndido, não. São Paulo é a cidade que pode ter e tem o mundo dentro de si.
Sempre que me refiro a ela, Sampa, quero reverenciá-la e homenageá-la.
Não há como não me emocionar ao caminhar por suas ruas e avenidas, ver seus parques e monumentos, seus arranha-céus feito totens majestosos numa selva de pedras cujos habitantes, muitas vezes, viram selvagens pela própria necessidade de sobreviver. E, digo selvagens no sentido de ser mais rústicos e fortes, pois que a luta diária não é fácil.
Mas, não quero lembrar a dureza da vida, muito menos da dureza da vida das grandes metrópoles.
Neste momento, só quero lembrar a noite de ontem (06/05/2009) quando pude visitar uma exposição linda, que me permitiu ficar mais próxima de um amigo querido.
Através do trabalho de Aécio Sarti, na exposição “Roupas de ver Deus”, exposto até 22/05/09 no Centro Cultural do Banco Central em São Paulo, pudemos ficar um tanto mais perto de nosso querido José Carlos Barreiro. Sim. O nosso Zeca, das Janelas. Foi ele quem organizou toda a exposição em São Paulo, mas, não pôde estar presente na inauguração.
Além de vermos as obras lindíssimas, pudemos, também, abraçar Aécio Sarti, conversar com ele e tirar algumas fotos.
Fiquei mentalizando o nosso Zeca e, ao abraçar Aécio, senti a vibração querida de nosso amigo, que teve que ficar em Paraty.
Estávamos Miguel e eu, naquela noite, saboreando o delicioso coquetel e apreciando as telas originais de Aécio. Um trabalho diferente e interessante que vale ser conferido.
Parabéns a Aécio por seu trabalho e parabéns ao Zeca pelo brilho e organização da exposição.
São Paulo está mais bonita, agora
.

13 comentários:

Miguel disse...

Sonia, vc escreveu a expressão da verdade, tanto quando falou da exuberância de Sampa, quanto quando falou das obras do Aecio e da exposição preparada pelo querido Zeca.
Nada mais posso fazer a não ser se me permitir, assinar em baixo do texto.

Luiz Carlos disse...

Oi Soninha,
Que chique eim!
Além de linda homenagem a São Paulo vc nos deixa aqui uma ótima dica cultural.
Vamos lá conferir esta mostra.
Bom findi.

bjs

Jeanne disse...

Falou em Aécio, lembrei do Zeca, que vive falando nele lá no janelas.
O bom das grandes cidades é justamente a diversidade cultural que a gente tem.
Feliz dia das mães, beijos

Zeca disse...

Soninha!

Você, sempre tão carinhosa, acaba me deixando sem palavras para expressar todo o agradecimento e o carinho que tenho pelo meu "casal predileto". Fiquei feliz por tê-los lá, mesmo estando apenas em coração com vocês. E fiquei feliz em saber que valeu a pena enfrentar o congestionamento paulistano para uma noite especial na Avenida Paulista. E já estamos combinados: na primeira oportunidade teremos a "nossa" noitada em Sampa!

Deixo beijo recheado de carinho.

Beti Timm disse...

Querida amiga e comadre,

queria estar eu, aí nessa festa de talento, que uniu um sensível artista o Aécio e um talentoso homem e amigo,o Zeca que merece muita luz e muito carinho. Deve ter sido lindo!

Beijos e carinho

Anônimo disse...

Manero
Sampa é tudo.

kisses

Ana Lúcia. disse...

Soninha, amiguérrima sempre querida!
Sampa é isso: um coração gigante que transborda carinho, assim como você!
Aproveito esta visitinha pra te deixar um Dia das Mães merecidamente cheio de flores e carinhos!
Um domingo belíssimo, que as canções tragam todas as recordações que um coração de mãe abraça e eterniza.!!
Beijãozinho, amiga!
E aquele abração apertadinho!!

loba disse...

Este é m post do amor! Começa expressando o amor à cidade - lindo isso! E finaliza mostrando o qto é poderoso o contato estabelecido aqui na net com algumas pessoas. Somos uma família quese ama, mesmo que alguns de nós se ausente por um tempo, né?
Tb amo este Zeqinha, por mais ausentes que estejamos! rs...
Bom ver a foto de vcs, moça! Gosto de ver a felicidade no sorriso dos amigos!
Beijocas

Crys disse...

Que gostoso são esses encontros... com amigos, com a arte, com a vida!

Soninha, beijos pra todos e parabéns a Aécio pelo magnífico trabalho!

Crys disse...

Oi amada, obrigada pela linda mensagem!
Sei que cada frase, cada palavra, cada letra, são de sentimentos, reais, verdadeiros e principalmente sinceros, feitos de coração!

São palavras lindas, vinda de uma pessoa linda que você é!

Deus é maravilhoso! Ele na sua infinita bondade, nos dá a bênção de colocar em nosso caminho pessoas que fazem a diferença em nossa vida e nos traz a deliciosa sensação de ser querida.

Agradeço a Ele e ao querido amigo Miguel, por nos permitir partilhar de uma nova e linda amizade, que cresce cada dia um pouquinho mais.

Só pra você saber, eu estou bem.
Saudade, como diz uma amiga, é um sentimento que só faz parte daqueles que sabem o verdadeiro sentindo do que é amar.

Logo, estarei com minha filha no Rio e de lá, se Deus permitir, vamos dá um pulo em São Paulo, pra ela encontrar uns amigos paraenses, (que estão fora a muito tempo) e eu encontrar com vc, Miguel, Aninha e quem sabe até a Dora. Tenho certeza que vai ser muito bom abraçar vcs!
Beijosssss, querida!

silvioafonso disse...

.

Lábios frios do silêncio das palavras.
Corpo morto e frio, sem pêlos dos
carinhos dela.
Move os olhos despertos no desmaiar
do dia olhando a alma que segue o
caminho dela, sozinha, sem Ele, através
dos vidros da janela.

silvioafonso.







.

Jens disse...

Oi Soninha.
Só o nome da exposição já me deixou enlevado: Roupas de Ver Deus.
Lembrei de domingos distantes em Ipanema, POA, e da elegância orgulhosa e suburbana com que os fiéis se engalanavam para visitar a morada de Deus na missa das 10 rezada pelo Padre Antonio; da fatiota preta (feita por seu Guerino, o alfaiate do bairro) da Primeira Comunhão; da honra de vestir o uniforme branco, vermelho e rendado de Coroinha; do véu branco das Filhas de Maria, azul das senhoras e preto das viúvas; do perturbador hábito preto e branco da irmã Terezinha.
A tua aprovação e a do Miguel, somadas a organização do camarada Zeca corroboraram minha certeza de o público de Sampa está tendo o privilégio de testemunhar obras feitas com arte, talento, carinho e sensibilidade. Parabéns a Aécio Sarti.
Espero que a exposição venha para POA. Sampa é legal. Mas, sorry amiga, só Porto Alegre é trilegal.
Um beijo.

silvioafonso disse...

.

Voltei, não que aqui fosse o meu lugar, mas como o verdadeiro malandro reconhece o lugar certo para fazer a sua roda, eu me aproprio desta certeza para fazer poeira no seu terreiro (De samba).

Obrigado por saber de mim, por falar de mim e comigo.


silvioafonso.




.