terça-feira, 27 de janeiro de 2009

E o dia amanheceu em paz

Logo que acordei, olhei pela janela. Mesmo vendo o céu nublado de cores escuras, agradeci a Deus por mais um dia de vida.
Repassei pela memória os primeiros dias deste Janeiro e lembrei-me do ano que passou.
Por mim, o ano teria terminado em Novembro, sem fogos de artifício, sem pulinhos no mar, sem festas. Saltava Dezembro e amanhecia Janeiro.
Não. Não perdi meu espírito natalino, nem meus ensejos de confraternização. Também não estou mal humorada. Nada de TPM. Nadinha.
Só não quero que haja mais despedidas, comemorações falsas, mesa farta para depois haver desperdício, comilança exagerada fazendo com que o espírito natalino passe para a categoria de espírito de porco, ou porca, se levarmos em conta os quilos ganhos nas festas de fim de ano.
Não quero mais o excesso de trabalho, ficando até depois do expediente, ajudando a todos e esquecendo de mim mesma, da minha casa, da minha família, da minha festinha de Natal, da minha mesa, da minha despensa zerada por conta da falta de tempo para supri-la. Não quero mais a falta de trato no visual porque o trabalho, a empresa, o cliente, todos enfim eram mais importantes do que eu.
Não quero mais compras de última hora, trânsito infernal, falta de vaga nos estacionamentos, lojas abarrotadas, vendedores confusos, consumidores desesperados e mal humorados. Não quero mais filas enormes, preços exorbitantes, mercadorias quebradas. Não quero mais minha alma insatisfeita, minha cabeça doendo, meus pés não cabendo nos sapatos.
Se for para termos dezembro com esta cara, não o quero mais em meu calendário.
Olhando a janela, nesta manhã cinzenta, mil vezes esta imagem àquela de dezembro louco.
Ainda olhando pela janela, vejo a chuva começar a cair. Amo a chuva. Amo a vida que ela traz.
Termino de me arrumar e vou para meu trabalho. O dia amanheceu em paz.
E vai continuar assim. Eu quero.

10 comentários:

Miguel disse...

Oi, oi, oi
que negocio é esse de apagar Dezembro do calendário?
Esqueceu que apesar de todos os inconvenientes dezembrais, foi o primeiro Dezembro que terminamos juntinhos, pisando a areia úmida e bebendo champanhe no gargalo?
Esqueceu que o ultimo Dezembro foi o primeiro de mossas vidas juntas?
Eu espero que muitos outros dezembros, melhores, iguais ou piores, possam acontecer em nossas existencias.
Ainda bem que esse desabafo foi feito agora, em janeiro, e até dezembro muita água há passar por debaixo da ponte.
E quando Dezembro chegar, juntinhbos vamos fepetir: Depois dessa correria háverá, sempre, um janeiro tranquilo...

Luiz Carlos disse...

Oi Soninha

Você sabe que também para mim Dezembro foi uma loucura.
Lendo vc senti saudade daqueles tempos em que aguardávamos ansiosos a chegada de Dezembro. As pessoas enfeitando suas casas, as crianças esperando por Papai Noel.
Lembro-me de meu pai, feliz por ter recebido o 13º salário que daria a nós, meus irmãos e eu, a oportunidade de termos nossos presentes de Natal.
Lembrou-me os parentes do interior chegando para passar o Natal conosco, deixando os primos em nossa casa para passarem as férias escolares. Ou, quando eu e meus irmãos voltávamos com eles para o interior a fim de passarmos as férias lá.
É. Realmente, os dezembros de hoje já não são mais iguais aos de antigamente.
A propósito, hoje me recuso a fazer compras em Dezembro. Faço bem antes e, quando não pude fazê-las antes de dezembro, deixo para comprar depois, bem depois.
Como sempre, delicioso ler seus textos.
Felizes janeiros pra você.

Loba disse...

Lendo vc e lendo o Luiz Carlos, me lembrei de muitos dezembros que esperei numa deliciosa expectativa.
Em algumas coisas vc tem toda razão. As festas de fim de ano perderam muito em beleza e ganharam em comercialização. Ainda assim, gosto de dezembros, viu? rs...
Minha querida, ainda que atrasadissima, vim agradecer pela lembrança no post passado e dizer que terei o maior prazer em aceitar o desafio proposto. Este tipo de meme eu gosto muito. Assim que eu voltar de verdade, coloco lá, tá?
Beijão e obrigada

Rosangela Neri disse...

hummmm...sei não!
Pra dizer a verdade, adoro essa correria toda!

Beijos da Rô

www.maistrinta.com

Ana Lúcia. disse...

Soninha! Amiga Viva!!
Pois é.
Dezembro é essa mescla das cores:
vermelho alegria,
cinza tempo corrido,
verde natureza que brilha, branco desejando silêncio e paz...
E assim vai.
Assim fomos...
Entendi perfeitamente essa vontade de "pular dezembro"...
Eu, tenho vontade de "pular janeiro",
é um mês sem ação,
sem vida,
sem trocas,
sem respostas...
Desse jeito,logo logo vamos ter um ano de dez meses... rsss
Coisa nossa né amiga!
entende!
Nóis sabe! (rsss)
Deixo aqui um transbordante carinho, aquele beijãozinho e um Feliz Fevereiro!!
Paz! Sorrisos! Vida!!

Anna Lúcia disse...

Oi minha amiga,
Saudade de vc. Muita.
Olha que chique, estou voltando de férias tb. Lá de Fortaleza. Fui rever alguns familiares. Legal né.
Quer dizer que vc tb ficou de férias? Me conte tudo. Quero detalhes.
Sobre o texto, nem preciso falar. Ficou ótimo.
Sou suspeita, como vc diz. Pois eu gosto de tudo o que vc escreve.
Bateu uma saudade dos Natais antigos, das festas de fim de ano na casa de minha mãe. Nossa.
Eu tb odeio a correria de dezembro. Aquela loucura de cidade grande, parecendo que o mundo vai acabar e que as pessoas tem que comprar tudo o que veem pela frente, atropelando a todos. Afffi.
Gostei muito, amiga.
Vamos combinar de almoçar juntas?

bjs

Crys disse...

Ai amiga, apesar de alguns contratempos, eu adoro dezembro, por vários motivos, mas principalmente pelo Natal, que é qdo reune todos da família, até aqueles que moram distante, minha família é grande e qdo se reune é uma baita festa...AMO TUDO ISSO! Do resto vc tem razão, bem que podia ser mais sereno... menos atropelo, menos correria...

Enfim, to aqui, matando a saudade dos textos bem escritos, colocando em dia a leitura e agradecendo o carinho e as felicitações pelo meu aniversário!

Querida, muito obrigada e um super beijo no seu coração!

Zeca disse...

Soninha,

dezembro é um mes um pouco tumultuado para muitos, mas não deixa de ter seus encantos. Por exemplo, foi durante dezembro que tivemos nosso blogue do Amigo Secreto, com tantas brincadeiras e novas amizades! Mas entendo sua vontade de pular esse mes. Às vezes, eu também me sinto assim. Janeiro é mais calmo, menos corrido, menos opressivo. Mas seja qual for o mes do ano, vai depender apenas de nós apreciá-lo, ou não. Estou ainda aprendendo isso, mas é o primeiro passo, risos.

Beijo, carinho.

Eurico disse...

Grato pela visita e ouça bem o sábio conselho do Miguel. Ele tem meu total apoio. rsrsrs
Abraço fraterno e muita paz!

Shi disse...

Soninha, eu, se pudesse, apesar da confusão, do estresse, da loucura que é o mês de dezembro, queria mesmo é que tivesse mais uns 2 ou 3, durante o ano... rs. Aceite os conselhos do Miguelito, pegue o gajo de jeito e que mais trocentos dezembros venham para vcs, pra todos nõs, né? :-D
Bjo, querida!
PS.: vou ver se hoje consigo postar teu desafio lá no Puti, visse? Bjão!!!