segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Relacionamento

Bacana quando se abre oportunidade para curtir bons momentos a dois. Fazer programas interessantes, divertidos, descontraídos e que ambos gostem é muito bom. E, se pintar o clima para o sexo, deixar rolar, claro.
Digo isto porque, outro dia, entre colegas da empresa, surgiu o assunto e uma delas estava bastante chateada com a sua situação conjugal. Dizia ela que precisava aquecer o relacionamento.
Difícil, Sim, porque, para estas coisas, não existem fórmulas mágicas e estas questões costumam incomodar muita gente, em especial quem vive relacionamentos mais longos.
Mas, podemos dar asas à imaginação, porém, entendo que cada pessoa precisa descobrir o caminho e investigar como anda sua própria vida. Quem está ao nosso lado também precisa de tudo isto.
Agenda lotada, compromissos de trabalho, família, cobranças, cansaço acabam deixando o lazer e o prazer cada vez mais reduzidos. Hora de abrir espaço, não é mesmo?!
Vontade de fazer sexo não funciona muito bem com hora marcada e obrigações. Tem que ser assim; tem que ser assado; tem de ser domingo; tem de ser de manhã; tem de ser isso; tem de ser aquilo...Assim não dá!
O encontro sexual envolve muito mais do que a prática do sexo. Principalmente para os mais maduros. Precisamos do “clima”, dentro ou fora da cama. Precisamos de erotismo, sem atitudes que pareçam ridículas. Precisamos de carinho, mas sem a conotação de carência. Precisamos de verdades, sem cobranças, sem mágoas, sem ressentimentos. Precisamos de paz, sem apelar por guerras antigas. Precisamos olhar para a relação como um todo, aparar arestas e sem previsões funestas.
Não podemos exigir do outro o que ele não pode dar, mas, podemos exemplificar para podermos ensinar, sem ferir.
Quanto às fantasias...bem, isso é com cada um, pois cada um sabe o que lhe deixa mais confortável e até onde vai seu limite.
No mais, vamos curtir e nos divertir, com muito amor e paz.

14 comentários:

Claudia disse...

Como sempre arrasando no texto, mana amada
Muito bom esse assunto, principalmente tratado assim com naturalidade. É isso ai, precisamos tirar a hipocrisia de que nao sentimos carências e nos permitir sentir desejos latentes que nos fazem cada vez mais vivos.
U HUUUUUUU amei maninha
Bjs no coração
Amo muuuuitao

Dilberto L. Rosa disse...

Falou e disse, cara Sônia: difícil mesmo para casais fadados à rotina saberem o melhor momento de conversarem sobre suas necessidades sem acusações tolas de lado a lado! Tema difícil, mas desenvolvimento solto e bacana! Abração!

Miguel disse...

Uauuuu!
Minha Soninha a menina dos pés no chão e que escreve sério sem ficar chata arrasou no texto.
Adorei o tema, a colocação e a singeleza do assunto.
Soninha, você é meu orgulho!
Como eu disse um dia. a historia se repete, a criatura se agiganta e fica muitas vezes maior que o criador.

Ana Lúcia. disse...

Soninha,
amar
é verbo bem particular
e transforma temas
em momentos
e instantes
em paixões eternas
ou amores infinitos...
A beleza de cada encontro
é o tempo
sem tempo...
Beijãozinho.
Paz.
Amor.
Sorrisos.

Celso Ramos disse...

Olá Soninha!!!
Uma boa dica para os maduros é não deixarmos de ser, eternamente, namorados...isso ajuda. Relembrar aqueles momentos de "certeza incerta" frios na barriga.."será que ela(ele) tá me olhando? Ah! qual de nós não passou por esse maravilhoso ritual? Abraços e apareça!!!

Crys disse...

Antes de mais nada, amar com sentimento puro e se entregar de coração aberto, sem limites, sem preconceitos, sem restrições, então a energia sexual surge dessa magia gerada pelos dois. Outra, o olhar... esse tem um poder extraordinário de estabelecer ligação profunda entre as pessoas, de gerar amor e de desencadear uma excitação sexual.
Nossa! Viajei no teu texto... como diz o Miguelito, vc sempre dando um show qdo escreve.
Beijos, querida!

Ilaine disse...

Soninha, seu belo texto me lembrou estes versos de Vinícius:

Se você quer ser minha namorada
Ai que linda namorada
Você poderia ser.
Se quiser ser somente minha Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ter...
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarinho
Essas histórias de você...

Abraço, com carinho
Saudades!

Ana Luiza F. disse...

Muito sensível teu texto amiga. Olha, acredito com muita força, que quando um não quer, dois não brigam. Porém, quando um quer carinho e amor, sempre pode dar um jeitinho, fazer um carinho, dar um toque sutil, passar o endereço do blog da Soninha para o gato ler...rsrs, tudo isso pra aquecer os corações e não deixar que o marasmo tome conta. Lindo texto e obrigada pela tua visita carinhosa. Bjs

Jens disse...

Sábias palavras, Soninha.
Amor não rima com acomodação. E paixão não combina com marasmo.

Um beijo.

Jeanne disse...

Maravilha, Soninha, com simplicidade e sabedoria conseguiste um texto belo e atual.
A relação deve ser cultivada, cuidada, sempre reservando tempo para que não caia na rotina.
Beijos

Beti Timm disse...

Comadre,

desculpe a ausência, mas ando correndo tanto por conta da exposição em dezembro. Ainda tenho que organizar os trabalhos, catalogar e tantas outras coisas sem contar o nervosismo e a ansiedade muito forte.

Manter uma relação é preciso ter carinho, amor e uma pitada de criatividade, o que sei isso não lhe falta...rs


beijinhos, daqui do mundo do nervosismo.

Cecília disse...

Belo texto! Você é sempre maravilhosa!

Beijosssss
Tenha um ótimo final de semana

Betho disse...

Este texto deixa bem claro, o porque de vc ganhar o concurso...
Bom final de semana.
Um beijo e abração no Miguel
Betho

Ana Lúcia. disse...

Soninha queridéééééééééérrima!
Cadê tu?
O relacionamento precisa de atualizações... cadê a pimenta???
Cê tá meio pregui...
Sem nada aqui...
Sem e-mail´s...
Só MIG né?????????
Volte!!
Beijãozinho, com saudade e sorrisos.
Paz e VIDA!!